Leia Mais


Jesus, o Sábado e o Jejum


Quebra gelo: Receba as crianças com boas vindas. Converse com elas descontraidamente sobre plantação de trigo. Pergunte se alguém já viu de verdade ou até se alguém já experimentou comer um grão de trigo.

Exaltação: cante um cântico com as crianças. leia Marcos 2.27-28 depois orem juntos pela presença de Deus na reunião.

Edificação: Jesus, o Sábado e o Jejum. Mc 2. 18 – 28.

No tempo em que Jesus viveu na terra não existiam fábricas de roupas e era muito demorado fazer uma roupa. Assim quando alguém estragava uma roupa procurava colocar um remendo pra fechar o buraco. Acontece que os tecidos novos daquela época encolhiam por isso não poderiam ser usados para remendar roupas velhas.

Jesus falou isso para mostrar que o ensino dele, que era novo não servia para consertar o ensino velho dos fariseus pelo contrario, se deveria trocar o ensino velho pelo novo. Dois desses ensinos são o jejum e a questão do sábado.

Essa questão do remendo me lembra de outra coisa que não se pode remendar: é a nossa vida, mais exatamente a questão do pecado em nossa vida. A Bíblia diz que não tem conserto para o nosso pecado. Por isso precisamos uma vida nova e conseguimos essa vida quando aceitamos Jesus como nosso Salvador. (explicar para as crianças novas ou que ainda não tem certeza o plano da Salvação).

Por diversas vezes Jesus se confrontou com perguntas complicadas de responder como certa vez quando os discípulos de João Batista e os fariseus estavam jejuando, mas os discípulos de Jesus não. Quando perguntaram a ele porque não jejuavam esclareceu que os convidados de um casamento não jejuam enquanto o noivo está presente. Quando eu e você jejuamos nos dias de hoje temos o desejo de nos aproximarmos de Jesus, mas os discípulos tinham a presença física do mestre por isso não jejuavam. Alem disso aprendemos com Jesus que o jejum é uma coisa pessoal e que não devemos ficar falando pra todo mundo que estamos jejuando. Já os fariseus tinham o costume de falar pra todos e esperavam os elogios das pessoas, coisa que Jesus condena.

Os fariseus procuravam motivos pra condenarem Jesus porque ele não concordava com eles. Uma das questões que várias vezes foi motivo de confronto entre Jesus e os fariseus foi o sábado. Através de Moisés Deus havia dado diversas regras ao povo de Israel em relação a esse dia especial. Os fariseus por sua vez aumentaram as exigências e eram muito cuidadosos nestas exigências por outro lado eles não tinham compaixão pelas pessoas. Você obedeceria a uma pessoa que fica te mandando fazer uma porção de coisas, mas não gosta de ti? Provavelmente não. Eu também não. Jesus era capaz de desobedecer às regras dos fariseus pra ajudar as pessoas.

Jesus estava atravessando uma plantação de trigo num sábado e enquanto atravessavam, os discípulos iam colhendo alguns cachos maduros pra comer os grãozinhos de trigo porque estavam com fome. O grão de trigo tem um gosto levemente adocicado. Os fariseus viram isso e implicaram com Jesus por ter feito uma coisa proibida por eles no sábado. Jesus nunca desobedeceu a uma ordem de Deus, mas não aceitou seguir regras feitas que não tinham nada a ver com os princípios do evangelho. Nós precisamos ser assim também. Precisamos ser obedientes ao nosso Salvador em tudo e rejeitar os costumes errados que atrapalham nossa fé. (líder, fale de costumes específicos de suas crianças que atrapalham a fé delas.)

Evangelismo: Desafie as crianças a fazer um jejum nessa semana (inclua-se nesse jejum). Faça jejum de alguma coisa supérflua que não faça falta para as crianças como refrigerante, suco, salgadinhos, TV, vídeo games,... Dê oportunidade a elas para ajudar decidir. Tenha como propósito para esse jejum o crescimento da célula. Orem por isso.



Pastor Delmar Jorge Bruisma e Pastora Eliana Pedralli Bruisma