Leia Mais


Paulo nos ensina a ser Cristãos


QUEBRA-GELO: Receba as crianças com muita alegria. Diga para elas que a presença delas faz a diferença. Que elas são muito importantes. Converse sobre as férias, o que estão fazendo nas férias escolares. Se novas crianças estiverem presentes, dê as boas vindas para todas. Na nossa folha de hoje, quando Paulo chegou à casa de Tiago em Jerusalém, os irmãos o receberam com muita alegria (At. 21.17). Diga para o seu vizinho que ele é muito bem vindo à célula.

EXALTAÇÃO: Cante com as crianças. Deixe que elas dancem também. Pergunte para elas: você deixa de fazer algo que você gosta ou quer em favor de outra pessoa? (escute as respostas e comente). Orem nesta direção.

EDIFICAÇÃO: Ser Cristão (Atos 21.17-40; 22.1-19)

Você acha difícil ser cristão? (escute as respostas das crianças e converse com elas sobre o que é preciso para ser um verdadeiro cristão).

Quando Paulo chegou em Jerusalém, contou como Deus é tremendo, que seu poder é imenso. Contou como Deus havia usado a sua vida para a conversão de muitos Judeus.

Mas por causa disso, Paulo havia incomodado muitas pessoas e estava sendo perseguido, e foi preso também, porque muitos Judeus abandonaram suas crenças, seus costumes, quando ouviram o que Paulo falava.

Paulo ensinava que devemos ser uma família que vive em harmonia, uma comunidade de amor, mesmo que para isso acontecer, tenhamos que renunciar a nossa vontade em favor do outro, mas essa vontade não pode contrariar a vontade de Deus.

Na passagem da Bíblia que estamos aprendendo hoje, ensina que quando Paulo chegou a Jerusalém se encontrou com os anciãos (que eram os apóstolos e outros líderes da Igreja), e estes lhe pediram para fazer um voto a Deus com quatro homens. Paulo cumpriu. Participou com eles da cerimônia de purificação e raspou a cabeça junto com eles (isso era um costume dos judeus do Antigo Testamento).

Paulo poderia ter se recusado, pois não precisava provar nada. Mas ele tinha um propósito para a sua atitude, de provar que a vontade de Deus está acima de sua própria vontade. De que ele vivia na dependência de Deus. Paulo renunciou o seu direito em favor do outro, demonstrando que a vontade de Deus está em um nível muito mais elevado, e que devemos buscar isso para as nossas vidas.

Você tem coragem de renunciar a sua vontade em favor de seu irmão como Paulo fez?

Precisamos deixar de ser egoístas, materialistas, individualistas e construir uma comunidade de amor, uma comunidade dependente de Deus, dependente de Jesus Cristo, formada por pessoas salvas pelo sangue de Jesus Cristo derramado na cruz em nosso favor. Vamos fazer a diferença!

Evangelismo: não se esqueça de convidar os amigos, colegas para estarem aqui na nossa célula na próxima semana!



Líder Jaqueline Mariath Dutra