Leia Mais


Jesus e o décimo mandamento


Quebra gelo: Receba as crianças e converse com elas sobre o maior desejo do coração delas.

Exaltação: Cante um cântico com as crianças e leia Mt 5. 40 – 42 com elas e orem pedindo a presença de Deus na reunião.

Edificação: Jesus e o décimo mandamento. (Êx 20. 17)

Durante as ultimas semanas fizemos uma ‘viagem’ pelos dez mandamentos que Deus deixou a Moises no monte Sinai. Como estudamos, podemos perceber que o nosso Deus não muda. Tem pessoas que dizem: “As coisas hoje em dia são diferentes como antigamente.” Com isso querem dizer que aquilo que as pessoas consideravam errado antigamente hoje já não é tão errado assim. Você viu, no entanto que entre Moises e Jesus se passaram mais de mil anos e quando Jesus nasceu ele, depois de tantos anos confirmou os mandamentos de Deus e ainda foi mais exigente.

Jesus é tão exigente que ninguém consegue fazer tudo o que Jesus exigiu de nós. Isso acontece por todos nós somos pecadores. A notícia boa é que Jesus quer nos ajudar a vencer o pecado. Ele quer viver junto a nós para que a gente aprenda a depender dele no momento da tentação. Para que isto aconteça é preciso que você se arrependa dos seus pecados e o convide a vir morar no seu coração. Você já fez isso? Senão faça-o agora. (ore com as crianças que ainda não aceitaram Jesus como seu Salvador.

Esse mandamento fala que não devemos cobiçar o que pertence a outras pessoas. Cobiçar é desejar ter pra mim aquilo que pertence a outra pessoa e que eu não tenho direito de tirar do outro. Esse desejo nasce do coração egoísta que só pensa em si mesmo. Talvez você seja assim, então precisa conhecer o amor de Jesus.

A cobiça é um pecado muito serio porque nos leva a outros pecados. Podemos pegar como exemplo se um amigo nosso tem uma bicicleta com adaptações que achamos o ‘máximo’ e então queremos aquela bicicleta pra nós, a cobiçamos, e começamos a pensar num meio de tirar a bicicleta dele. Esse pensamento pode nos levar ao roubo. Às vezes estragamos aquilo que cobiçamos porque pensamos assim “se eu não posso ter então ninguém vai ter”.

Às vezes cobiçamos coisas mais simples como uma roupa, um caderno, um lápis ou o refri de alguém. A Bíblia também fala que não devemos cobiçar o marido ou a mulher de outra pessoa e apesar de isso ser uma coisa de adulto já podemos falar sobre isso para que quando você for adulto saiba o que fazer. A cobiça é o motivo de muitas separações.

Jesus não quer que tenhamos coração que fica cobiçando o que é dos outros mas que tenhamos um coração disposto a ajudar aos outros e fazer mais do que somente o necessário (Mt 5. 40 – 42).

Evangelismo: desafie as crianças a deixarem a cobiça de lado e a terem o desejo verdadeiro de ajudar os outros a conhecerem Jesus. Orem nesse sentido e estabeleçam um alvo para alcançarem crianças novas para a célula.



Pastor Delmar Jorge Bruisma e Pastora Eliana Pedralli Bruisma