As riquezas que esperam as suas mudanças
04 de Março, 2013


Texto base: Gn 1.14
Introdução: Para entendermos a importância das mudanças, precisamos entender o resultado que as mesmas são capazes de produzir. O mundo e toda a criação de Deus vivem em constante mudança! Até mesmo a terra vive em constante movimento, por exemplo, as quatro estações: primavera, verão, outono e inverno é resultado da terra obedecendo a Deus e se inclinando em seu eixo. Se não existisse a inclinação da terra não existiriam as estações que ocorrem durante o ano. "E disse Deus: haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos."

Importância da mudança:
As estações do ano acontecem por causa da inclinação da terra em relação ao sol. O movimento do nosso planeta em torno do sol dura um ano. Esse movimento recebe o nome de translação e a sua principal consequência é a mudança das estações do ano, e a sobrevivência de todos os seres vivos.

Outono: De 21 de março a 21 de junho. Também conhecido como o tempo da colheita. Os dias ficam mais curtos e mais frescos. As folhas e as frutas já estão bem maduras e começam a cair no chão. Os jardins e parques ficam cobertos de folhas de todos os tamanhos e cores.

Inverno: De 21 de junho a 23 de setembro. O inverno é a estação mais fria do ano. Os dias são curtos e por isso escurece mais cedo.

Primavera: De 23 de setembro a 21 de dezembro. Ah, essa é a estação mais florida do ano! Representa a época primeira, a estação que antecede o Verão.

Verão: De 21 de dezembro a 21 de março. Chegou o Verão, a estação mais quente do ano. Muito calor e dias bem longos. As temperaturas estão lá em cima.

Acabamos de ver a importância das mudanças para que as coisas aconteçam, já pensou se tivéssemos só verão de 40 graus, sol 24 horas por dia ou inverno de 0 grau 24 horas por dia, o que sobraria? Você já pensou se não houvesse mudanças? Cada estação vivida traz riquezas tremendas.

Muitas vezes, gostaríamos de receber uma colheita farta. Estamos cansados e decepcionados com a vida. Mas será que não está na hora de mudar? Estamos acostumados a viver uma rotina de vida, muitas vezes aprendemos de nossa família ou cultura, e não nos tornamos sensíveis as mudanças, mas se quisermos ver nossas vidas transformadas, precisamos nos disponibilizar para adotar um novo estilo de vida.

Conclusão:

Sabemos que não são as estações que se adaptam a nossa vida, mas nós é que precisamos adaptar nossas vidas as estações. Para termos o resultado esperado é preciso estar aberto para as mudanças. Será que não estamos esperando que Deus se adapte ao nosso modelo de ser abençoado? Será que não achamos que Deus precisa nos abençoar de qualquer jeito? Deus está esperando que andemos nos princípios dEle, assim como a terra anda no eixo, assim produziremos as estações que virão trazendo seus resultados e uma colheita abundante em qualquer estação que estejamos vivendo. Assim como as estações do ano são a recompensa da rotação e inclinação da terra que obedece a ordem de Deus, assim também Deus tem recompensa para quem anda segundo as suas obras. "O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:" (Rm 2.6). O eixo da terra se inclina para gerar as quatro estações diferentes. Está na hora de você se inclinar a Deus, e dizer, Deus eu quero mudar para ver algo na minha vida que não vi até hoje. 2013 não será uma continuação de 2012, mas será um ano de coisas novas e tremendas em nossas vidas.




Ap. Edson Meneghetti